Destaque:
Destaque:

Fraudes Digitais na publicidade: Onde e como evitar?

5 de abril de 2019.

Pesquisas apontam que esse tipo de crime irá ultrapassar os U$$ 50 bilhões até 2025.

As tecnologias  de  ponta direcionadas ao mundo virtual estão cada dia mais aprimoradas, tanto com aparelhos de última geração quanto aos aplicativos direcionados às inúmeras atividades que irão facilitar o manuseio de respectivos usuários. Mas infelizmente, com todas essas inovações, caminham as fraudes que afetam milhares de  pessoas físicas e jurídicas  todos os dias.

Além dos crimes de  calúnia e difamação que prejudicam um grande número da população anônima e celebridades mundiais, postagens ameaçadoras às populações  entre tantos que surgem a todo momento, as fraudes na publicidade estão cada dia mais evidenciadas. Através de  um relatório publicado pela World Federation of Advertisers no ano de 2016, os pesquisadores  acreditam que se não forem controladas, essas fraudes podem ultrapassar US$ 50 bilhões até 2025 – ou um décimo dos US$ 500 bilhões, Tornando-se o segundo crime mais aplicado mundialmente, seguindo somente do tráfico de cocaína e opiáceos.

Fraude x Empresas afetadas

Afetando significativamente anúncios publicitários, robôs manipulando máquinas e  gerando cliques  falsos captam dados de usuários coletando dados pessoais através de diferentes vírus cibernéticos.

Em 2017 empresas como Unillever, P&G, Ford e Disney, sofreram prejuízos estimados em U$$ 20 milhões, dados divulgados pelo Buzzfeed em um relatório que denunciava um esquema milionário de fraude publicitaria nos EUA.

Conforme artigo publicado no Fastcompanyno ano em que se esperava que as  mídias digitais atingissem mundialmente  a liderança nos meios de comunicação, o mercado publicitário está enfraquecido para enfrentar o desafio das fraudes praticadas no meio virtual e a previsão para 2019 é que esses crimes devam roubar cerca de U$$ 50  bilhões de verbas. Um número um tanto elevado diante e muito empenho  jogado pela janela.

Tipos de fraude Digital

Mas o que as agências de publicidade devem fazer para não ficarem um passo atrás e deixar  que seus clientes percam além de muito dinheiro, a credibilidade diante de seus milhares de consumidores? Primeiro passo é buscar informações com especialistas no assunto sobre possibilidades de evitar que esse crime afete sua empresa e prejudique a si mesmo e clientes reais, e assim evitando que robôs manipulem seus  negócios.

– Impressões (CPM) falsas: Esse formato de crime digital inclui anúncios escondidos, sites falsos e fraudes em vídeos, além de anúncios  pagos e retargeting (alvo). Gerando diversas vezes o impacto do público-alvo utilizando esses anúncios de  produtos e serviços pesquisados anteriormente  em seu site.

– Search (CPC): Utilizam as palavras chaves mais caras, com CPC mais alto, e direcionam para sites próprios criados por máquinas.

 – Ad Stacking: Nesse caso o editor (publisher), arruma de forma ordenada  um anúncio em cima do outro deixando os mesmos 100% cobertos dando visibilidade somete  para  o que estiver na frente, mas mesmo assim todos serão cobrados.

– Afiliados (CPA): Esse tipo de fraude é onde as máquinas simulam comportamento de seres humanos, preenchendo formulários em sites de publishers enganando sites para fazer parte do cookie pool de “pessoas interessadas”. A cookie pool é um amontado de cookies compartilhado entre vários sites, principalmente os de lojas virtuais. Isso também serve de  alerta para aquelas  pessoas que abrem  sites, entram no carrinho de compras e por determinado motivo acabam não finalizando essa compra mas  no dia seguinte  recebe um e-mail de determinada loja e lembra que tem itens pendentes no seu carrinho, sem mesmo você ter fornecido qualquer dado seu.

– Injeção de Anúncios e Adware: Software que é instalado como plug-in em browsers, que apresenta anúncios falsos ao usuário e não geram nenhum retorno para o dono do site. Acarretando perdas financeiras  para ambas as  partes (empresários e consumidores).

– Falsificação de domínios:  Classificado entre os mais comuns, esse domínio troca o URL de sites famosos, e faz com que anunciantes  pensem que sites falsos tenham veracidade e boa qualificação para  entrega.

Segurança e êxito na divulgação de marcas e produtos

Pois bem, diante de tantos problemas acarretados na mídias digitais, você, publicitário que tem pequenos, médios e grandes  empresários entregando, diariamente, campanhas  publicitárias para sua agência ficou na dúvida se está seguindo o caminho certo? Então seja certeiro, busque o meio mais transparente para divulgar sua  marca e gerar credibilidade para a empresa e para seus clientes, o rádio. Bom mesmo é saber  que esse  velho amigo de muitas gerações está cada vez mais fortalecido e servindo de ponte para  fechamento de bons negócios.

Para fortalecer ainda  mais o trabalho realizado pelas emissoras de rádio e  os anunciantes  terem a garantia de que seus spots comerciais estão sendo divulgados de  maneira correta e na hora combinada entra em cena  a Connectmix, uma empresa que interliga os anunciantes, produtores de mídia e veículos de comunicação.

Referência em tecnologia e Inovação

A empresa que começou com inteligência afinada  e alta tecnologia para  ajudar artistas encontrarem respostas de  onde e quando suas músicas estão sendo tocadas, também se customizou  para atender o mercado publicitário brasileiro. Uma empresa de  Business Intelligence, possibilitando músicos e anunciantes saberem, em TEMPO REAL, dados qualitativos e quantitativos de todos os fonogramas cadastrados no sistema.

Quer ter uma visão na real execução de seus fonogramas? Entre em contato com a equipe Connectmix. Também realizamos monitoramento retroativo com emissão de relatório de veiculação para campanhas já finalizadas.

Fontes: Reamp, Fraudes

Veja mais notícias relacionadas:
Fraudes Digitais na publicidade: Onde e como evitar? ...
5 de abril de 2019.

Pesquisas apontam que esse tipo de crime irá ultrapassar os U$$ 50 bilhões até 2025. As tecnologias  de  ponta direcionadas ao mundo virtual estão cada dia mais aprimoradas, tanto com […]

5 coisas que todo o cliente espera de uma agência de publicidade ...
14 de março de 2019.

Para manter um cliente, as agências de publicidade devem, além de produzir campanhas super criativas, estar atentas a outros fatores fundamentais para proporcionar uma maior satisfação do cliente. E consequentemente, […]

Mais transparência em 2019 ...
12 de março de 2019.

JPouco depois de assumir o governo, o presidente Jair Bolsonaro já citou a publicidade do governo como um dos alvos de sua administração. Ele mencionou a transparência, o “BV” e […]

Monitoramento publicitário retroativo: O que isso quer dizer? ...
12 de fevereiro de 2019.

Mesmo com as mudanças de mercado e a evolução da tecnologia, as empresas continuam investindo na Publicidade dos meios tradicionais pelo retorno que eles geram quanto a credibilidade e força […]

Agências de publicidade: 6 dicas práticas para cortar gastos ...
21 de janeiro de 2019.

A partir do momento que pensamos em abrir uma empresa é preciso um planejamento de tudo que será necessário para que essa não inaugure com data marcada para fechar as […]

5 benefícios da tecnologia na gestão de campanhas publicitárias ...
14 de janeiro de 2019.

O que antigamente demorava tempo, era feito de forma manual, demandava o envolvimento de muitas pessoas e utilizava um elevado número de papéis, hoje é feito de forma rápida, on-line, […]