Destaque:
Destaque:

O ciclo de vida da música

29 de julho de 2017.

Você sabia que a música também tem um ciclo de vida? Saiba porque é importante monitorar e não deixar uma música derrubar sua carreira.


Com a evolução da raça humana houve a criação de equipamentos barulhentos e muito interessantes que ajudaram o homem descobrir a sensibilidade que iria juntar batidas alinhadas e o silêncio, a fim de construir notas harmônicas.

O tempo passou, e atualmente somos privilegiados com a diversidade musical que encanta gerações. Mas alguém já parou para pensar o que faz uma música se tornar o hit durante anos ou simplesmente ter vida breve nas paradas de sucesso? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas da Universidade de Bristol, o sucesso de uma canção depende, diretamente, da época na qual foi lançada e das preferências culturais, o que não é novidade. A boa nova é que a equipe conseguiu desenvolver uma fórmula matemática capaz de avaliar o potencial de sucesso de uma determinada música. Foram analisadas as 40 músicas mais tocadas no Reino Unido nos últimos 50 anos. Durante esse trabalho foram avaliadas características como áudio, harmonia dos acordes, variação de volume e o danceability (termo que pode ser considerada a capacidade que a música tem de fazer o público dançar). Com o resultado foi possível prever com exatidão que 60% das músicas se tornariam verdadeiros sucesso alcançando as cinco primeiras do Ranking musical e as que não passariam das dez últimas colocações.

Atualmente os hits se reinventam de uma forma absurda, ritmos são criados a cada dia e muitas músicas acabam no esquecimento em um curto espaço de tempo. Independente do gênero musical, elas precisam ter características essenciais que garantam os primeiros lugares no ranking.

Para Mari Verzaro, idealizadora da Círculo Produções e do blog Mverzaro, produtora musical e manager de DJs, uma música antes de mais nada tem que ser interessante, com melodia forte que encante os ouvintes, outra dica é que sua letra fique marcada na cabeça de quem escuta. “Não adianta aplicar técnicas excepcionais de produção se a música for fraca e não cair na boca do povo. Um vocal profundo e eficaz é a grande chave para um verdadeiro hit”, afirma Vergaro.

De fato, façamos das palavras de Mari as nossas. E com certeza já ouvimos em algum lugar a seguinte frase: dizem que o que é bom dura para sempre. Na música isso ocorre da mesma forma, prova disso são canções que se eternizaram na história. Independente de gênero, o Brasil é um país que pode se orgulhar dos artistas e cantores que deixaram o seu legado, fizeram e fazem história na cultura do país. E esses permanecem na vitrine da música até hoje.

Hits que nunca morrem:

A principal característica das músicas que atravessam gerações é o fato delas serem poéticas e profundas. As letras românticas, por exemplo, possuem mais chances de se eternizar. Mais do que o ritmo ou a melodia, elas não são esquecidas e fazem as pessoas refletirem e pensarem em coisas boas. Exemplo disso é a canção “Como nossos pais”, escrita por Belchior e eternizada na voz de Elis Regina que ainda é cantada por muitos artistas da nova geração e continua emocionando quem canta e escuta.

Já as músicas passageiras, grudam em nossas cabeças como chicletes, mas de uma forma diferente. Esse efeito não nasce por acaso, veio para contagiar quem gosta ou não da melodia. A maioria foi escrita com esse intuito. E as músicas devem ser curtas e simples, pois quanto mais rápido for o efeito delas em nossas mentes, maiores as chances de ascensão desses artistas, mesmo que por um curto espaço de tempo.

No livro “The Song Machine” (ainda sem tradução no Brasil), o jornalista americano John Seabrook explica que esta lógica foi criada nos anos 1990, na Suécia, e continua eficiente até hoje. Tanto é que dezenas de hits dos últimos anos são criações de produtores de alguma forma ligados ao estúdio Cheiron, fundado nos anos 1990 pelo sueco Denniz PoP, morto em 1998. “A ciência explica, em parte, o que faz estas canções caírem na boca do povo. Uma das razões não tem a ver com a música em si, mas com a frequência com que ela toca. Gostem da canção ou não, as pessoas acabam criando vínculo emocional com as faixas depois de ouvi-las muitas vezes. Os ouvintes ativam uma espécie de audição engajada, que dá uma sensação de participação”, afirma Seabrook.

Quem não se lembra da música “Ai se eu te pego” de Michel Teló, que estourou mundialmente em 2012. Esse é um exemplo típico de músicas que tem uma letra curta e com melodia marcante e passageira.

 

Ciclo de Vida: Ascensão X Declínio:

Wesley Safadão, por exemplo, acabou de lançar sua nova música,   “Ar Condicionado no 15”. Com monitoramento da Connectmix, Wesley conseguiu acompanhar o desempenho em cada cidade, região e estrategicamente realizar ações para que ela terminasse o dia em 1º lugar nacional. A música permanece entre as 10 mais ouvidas até o encerramento desta matéria (30/07). O artista tem ainda entre as TOP100 do país, “Ninguém é de ferro”, “Ressaca de saudade”, “Coração Machucado”, entre outras.
Assim como qualquer outro produto que requer cuidados e tem um ciclo de vida, com a música acontece o mesmo. Esta preocupação em acompanhar e lançar novidades com maior frequência, pode ser o “pulo do gato” de muitos artistas nacionais. Mas o que os cantores devem fazer para não ser lembrado com um único sucesso e depois cair no esquecimento do público?

Independente do gênero musical, é indispensável que o artista tenha um bom repertório como cartas nas mangas e o trabalho de um divulgador artístico, pois com seus conhecimentos e contatos, pode levar e manter um artista no ranking das mais tocadas por um certo período.

Por que um artista deve monitorar suas músicas e apresentar novidade antes do declínio?

Mesmo diante de tanta tecnologia de ponta, o rádio continua sendo a melhor forma de um artista se destacar e divulgar sua música. Através do Sistema Connectmix cantores poderão saber se a maioria dos estados está ouvindo seu trabalho, realizar uma boa divulgação através de shows e crescer ainda mais profissionalmente. E quando a música começa descer posições nas paradas musicais? Se o artista possuir um monitoramento diário como Luan Santana, por exemplo, pode correr atrás do prejuízo e lançar novidade para explodir rapidamente. Do contrário, podem ver sua carreira cair no esquecimento, perder valor ao fazer shows e acabar prejudicando toda equipe de trabalho, incluindo gravadora e escritório que não faturam.

 

Muitas celebridades já contam com um software de monitoramento em tempo real das músicas veiculadas em mais de sete mil emissoras de rádios brasileiras. A Connectmix tem um sistema totalmente online com acesso a login e senha que possibilita pequenos, médios e grandes artistas através de gráficos customizados acessarem informações de onde e quando suas músicas estão sendo tocadas. Com o dashboard poderão acompanhar o comportamento dessas canções, pois um gráfico irá mostrar o período de sua escolha (uma semana, quinze dias, um mês) do ranking musical. Através desse programa o cantor tem acesso por estados e ainda a possibilidade de criar um grupo de rádios que lhe for conveniente para seguir a trajetória de suas músicas.

Não seja apenas mais um, faça como os grandes nomes da música brasileira, procure saber como estão as execuções das suas novas músicas, e permaneça em uma carreira sólida. Conte com os serviços da Connectmix que já caiu no encanto de grandes celebridades como Cláudia Leite. “Connectmix não é amostragem e nem números pela metade, com esse sistema a gente fica sabendo onde a música está tocando no Brasil”, garante a cantora. Cláudia Leite acompanha o mapa sinalizando a hora e região da emissora e ainda faz várias ligações para os locutores e rádios locais para agradecer a quantidade de execuções. Através da Connectmix ela se conectou com esses profissionais e ouvintes e, talvez, seja o grande trunfo de seu carisma no meio. Para Paula Fernandes, cantora, compositora e instrumentista, essa ferramenta é a descoberta mais impressionante dos últimos anos e ela confirma, “não tem como não assinar”.

Música: Existe tempo certo entre um lançamento e outro?

Anos atrás era algo muito difícil e demorado lançar um sucesso. Muitos pela dificuldade financeira não tinham nem como chegar perto de uma gravadora. Os que conseguiam gravar em um estúdio, passavam pela angústia da espera até a mesma estar pronta e ser lançada. Com o surgimento das mídias digitais tudo ficou mais fácil, pois basta jogar um vídeo na “rede” que tudo viraliza. Mas mesmo diante de tanta tecnologia, nada está 100% solucionado.A internet ainda não atinge os quatro cantos do mundo, infelizmente ainda tem lugares que não tem acesso. Sem contar na falta de conhecimento de algumas pessoas na hora de realizar pesquisas e encontrar seus ídolos.
Já o rádio é o meio de comunicação de maior acesso, não importa se for o velho companheiro a pilha ou uma versão mais atualizada, independente de classe social, todo mundo tem o seu. Portanto é através das emissoras de rádio que um cantor vai ou não alçar voos e ser sempre lembrado. Por isso, é bom destacar que o monitoramento ajuda solucionar dúvidas referentes ao Ranking, números de execuções por região ou nacional, conforme o artista preferir. Solicitando o software Connectmix e tendo em mãos todas as informações citadas, as estrelas da música saberão a hora certa para lançar um novo hit antes mesmo do atual cair de posição.

Se você ainda não conta com esses serviços entre em contato e um teste gratuito com uma de suas músicas.

Independente de ser artista, fã, amigo ou produtor, liguem para a rádio mais próxima e peçam sua música preferida. Mantenham seu ídolo entre as melhores da semana, do mês e do ano.

Fontes:

DJBan

Veja mais notícias relacionadas:
Diego Ferreira Compositor lança Eu Vou Curtir o Carnaval ...
19 de outubro de 2018.

Diego Ferreira Compositor lança Eu Vou Curtir o Carnaval lança sua nova música de trabalho,  Eu Vou Curtir o Carnaval, nas rádios do Brasil. A faixa já está disponível também no […]

Loubet lança Deu Certinho com a participação de Henrique e Diego ...
19 de outubro de 2018.

O cantor Loubet acaba de lançar nas rádios do Brasil sua nova música de trabalho, Deu Certinho. A faixa que conta com a participação da dupla Henrique e Diego, também […]

Lucas e Roger lançam Dosador de Garrafa ...
16 de outubro de 2018.

A dupla Lucas e Roger lança Dosador de Garrafa nas rádios de todo o Brasil. A faixa já está disponível também no Youtube e nas principais plataformas digitais. Confira! Dosador […]

Felipe Araújo lança Atrasadinha feat Ferrugem. ...
15 de outubro de 2018.

O cantor Felipe Araújo está lançando hoje nas rádios de todo o Brasil, sua nova música de trabalho Atrasadinha. A faixa que conta com a participação de Ferrugem, já está […]

As músicas mais tocadas nas rádios do Brasil de 07 a 13 de outubro ...
15 de outubro de 2018.

No Ranking Semanal divulgado pela Connectmix nesta segunda-feira (15/10), Gusttavo Lima segue firme no 1º lugar com “Zé da Recaída”, seguido por Humberto & Ronaldo em 2º com “Não Fala […]

Jannayna lança Cozumel feat Humberto e Ronaldo ...
11 de outubro de 2018.

A cantora Jannayna acaba de lançar Cozumel nas rádios de todo o Brasil. A faixa que conta com a participação da dupla Humberto e Ronaldo também está disponível no canal […]